Cabo-verdianos chamados a combater abuso sexual de meninas em Cabo Verde

Praia, Cabo Verde (PANA) – A vice-ministra da Saúde de Cabo Verde, Cristina Fontes Lima, desafiou, esta segunda-feira, a sociedade cabo-verdiana a dar um “basta” ao abuso sexual das menores, um fenómeno que, a seu ver, está ganhar proporções alarmantes no arquipélago cabo-verdiano.

Ao presidir, segunda-feira, à cerimónia da abertura do fórum para a socialização e validação do Plano de Ação 2014 para Proteção da Criança, Cristina Fontes Lima revelou que dados da Polícia Judiciária indicam que 98 porcento dos casos de abuso sexual em cabo Verde são contra meninas e mulheres.

“Daí a necessidade, para os que sofrem abuso, de passarem a falar, a denunciar aos amigos, aos parentes e aos professores”, acrescentou.

Neste sentido, a governante “exigiu de todos”, a partir de agora, a proteção para as meninas e mulheres vítimas de tais abusos.

“Não podemos calar-nos quanto a isso”, disse a governante, sublinhando que “é preciso dizer basta, pois tal ato não combina com Cabo Verde”.

Para a vice-ministra da Saúde, a sociedade cabo-verdiana “não pode estar distraída e, para isso, somos todos responsáveis pela proteção. Este é o desfaio da proteção nos nossos tempos”.

As instituições do Estado estão atentas para dizer basta, garantiu, sublinhando o interesse do Governo em continuar a superar “novos desafios”, visto que, disse, o país já superou vários, nomeadamente “o direito ao nome e à igualdade por nascer fora de uma relação estável”.

A alerta da governante surge poucos dias depois do Presidente da República, Jorge Carlos Fonseca, ter manifestado, a 27 de março corrente, a sua preocupação face “ao número de casos de violência sexual contra meninas, que, amiúde, são dados a conhecer em várias localidades do arquipélago”.

Na sua mensagem, alusiva ao Dia da Mulher Cabo-verdiana, o chefe de Estado cabo-verdiano sublinhou que esses casos “põem à mostra, de forma patente, a necessidade de um verdadeiro compromisso para a construção de um ambiente protetor das vítimas da violência, em especial quando são crianças, essencialmente meninas”.

-0- PANA CS/DD 1abril2014

01 Abril 2014 11:54:11


xhtml CSS