Cabo-verdiana galardoada com prémio Pan-africano sobre Igualdade de Género

Praia, Cabo Verde (PANA) - A cabo-verdiana Graça Sanches  recebeu, no fim de semana, no Dubai,  o “Prémio Humanitário Pan-Africano sobre a Igualdade de Género e Advocacia 2016”, pelo trabalho por ela desenvolvido enquanto ex-presidente da Rede das Mulheres Parlamentares de Cabo Verde, apurou a PANA de fonte segura.

A atribuição do prémio à antiga deputada da bancada parlamentar do Partido Africano da Independência de  Cabo Verde (PAICV) é justificada com “as suas qualidades de liderança, excelência e inovação em práticas humanitárias e desenvolvimento sócioeconómico em África através da defesa de género e de direitos e empoderamento das mulheres em Cabo Verde”.

Graça Sanches, que não integrou a lista do PAICV que concorreu às eleições legislativas de 20 de março passado, afirmou que vê com preocupação a questão da desigualdade entre homens e mulheres em Cabo Verde, sublinhando a necessidade de tomada de medidas concretas e eficazes para ultrapassar a situação.

A galardoada, que é atualmente professora num estabelecimento de ensino secundário na capital cabo-verdiana, disse ter recebido a distinção com sentido de responsabilidade e prometeu continuar a batalhar em prol da igualdade do género no seu país e em África.

Este galardão foi-lhe atribuído pelos membros do Conselho Consultivo do Prémio Humanitário Pan-Africano sobre a Igualdade de Género e Advocacia 2016, em parceria com a Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO) e líderes mundiais.

-0- PANA CS/IZ 14nov2016

14 نوفمبر 2016 16:49:38




xhtml CSS