Cabo Verde regista redução de adolescentes grávidas

Praia, Cabo Verde (PANA) – O Fundo das Nações Unidas para a População (FNUAP) revelou
que o número de adolescentes grávidas menores de 19 anos em Cabo Verde baixou de 23,9 porcento em 2011 para 20,1 porcento em 2013, soube a PANA de fonte segura.

“Queremos melhorar a comunicação com os adolescentes e jovens. Este é um dos caminhos para manter a tendência positiva”, disse a representante adjunta do FNUAP em Cabo Verde, Ilária Carnevali, durante um encontro na cidade da Praia que reuniu segunda-feira técnicos ligados à saúde, educação, jovens e jornalistas.

Ilária Carnevali declarou que o FNUAP pretende melhorar a comunicação com os adolescentes e jovens, uma vez que considera que “este é um dos caminhos para manter a tendência positiva” que se regista nos últimos anos em Cabo Verde.

Ela defendeu que também é preciso aumentar a proporção de jovens que têm relações sexuais protegidas e diminuir o número das que engravidam precocemente.

“Através da comunicação é possível mudar comportamentos mas, para isso, é preciso que esta seja muito atrativa para os jovens”, disse a representante adjunta da FNUAP, sublinhado que, para o efeito, é necessário utilizar todos os meios e canais disponíveis.

A diretora-geral para a Juventude, Armanda Prado, recordou que, em Cabo Vede, os concelhos de Paul, Porto Novo, São Vicente, Ribeira Brava, Santa Cruz e São Domingos já instalaram gabinetes de comunicação em matéria de saúde reprodutiva que também fazem o encaminhamento para outras estruturas.

Nesses gabinetes, instalados em parceria com as delegacias de Saúde, os enfermeiros prestam atendimento nesta matéria, duas vezes por semana.

Armanda Prado garante que os jovens já têm informação sobre formas de evitar a gravidez precoce, mas falta agora que eles mudem de atitude e de comportamento.

-0-  PANA  CS/TON  27janeiro2015


27 Janeiro 2015 15:56:39




xhtml CSS