Cabo Verde receba navio para fiscalizar áreas protegidas

Praia, Cabo Verde (PANA) - Cabo Verde acaba de receber um navio, oferta da União Europeia (UE) e do Programa das Nações Uidas para o Desenvolvimento (PNUD), para garantir a fiscalização da área protegida da ilha de Santa Luzia e dos ilhéus Branco e Raso, apurou a PANA, quarta-feira, de fonte segura.

A embarcação, que recebeu o  nome de “Calhandra”, uma ave endémica da ilha de Santa Luzia e das mais raras do mundo, já em via de extinção, custou aos doadores cerca de 10 milhões de euros.

O “Calhandra”, que tem 8,5 metros de comprimento, encontra-se equipado com dois motores fora de borda e navega a uma velocidade de 45 milhas náuticas por hora.

Ao procederem à entrega do navio às autoridades cabo-verdiana, no Porto Grande do Mindelo, na ilha de São Vicente, o embaixador da UE, José Manuel Pinto Teixeira, e a representante residente do PNUD em Cabo Verde, Ulrika Richardson-Golinski, vincaram a importância da oferta na conservação das áreas protegidas e na preservação da riqueza natural de Cabo Verde.

-0- PANA CS/IZ 19mai2016

19 Maio 2016 15:26:52


xhtml CSS