Cabo Verde realiza seminário sobre Estatísticas do Ambiente

Praia, Cabo Verde (PANA) – A capital cabo-verdiana acolhe, desde segunda-feira, um seminário que tem como propósito recolher subsídios para a melhoria do documento metodológico e a sua validação com vista à implementação do Sistema Integrado de Estatísticas do Ambiente de Cabo Verde, apurou a PANA na cidade da Praia.

Segundo o presidente do Instituto Nacional de Estatísticas (INE), António Duarte, Cabo Verde é, do ponto de vista ambiental, um país vulnerável, e por isso tem tido algumas dificuldades para produzir informações ambientais que lhe permitam alcançar a sustentabilidade ambiental.

Neste sentido, António Duarte considera que o país precisa de “informações dignas e oportunas” para poder alcançar essa sustentabilidade, pressupostos que permitam às autoridades, e não só, conhecerem a situação e como tomar medidas assertivas.

O encontro que termina esta terça-feira tem por objetivo melhorar "não só a qualidade das estatísticas do ambiente, como também a coordenação das instituições do setor, visando estabelecer um verdadeiro sistema de informação, com pontos focais em todas as instituições que, direta ou indiretamente, trabalham com questões ambientais".

“Com base no documento metodológico elaborado pelo INE, pretendemos obter informações sistematizadas, coerentes e com base em conceitos únicos para que o país possa produzir as informações ligadas ao setor”, sublinhou.

Por sua vez, o ministro do Ambiente, Habitação e Ordenamento do Território (MAHOT), Antero Veiga, destacou que facto do INE desenvolver um sistema integrado de estatística ambiental com pontos focais em todas as ilhas, vai contribuir para a recolha de dados tecnicamente consistentes, permitindo seguir o desempenho do país no que diz respeito aos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS).

“Com a aprovação dos 17 ODS pelas Nações Unidas, em setembro de 2015, Cabo Verde assumiu o compromisso de, no horizonte de 2030, atingir essas metas”, indicou o governante, salientando que, para isso, “é imperioso ter um sistema de recolha de dados sobre aquilo que é feito no país”.

Antero Veiga felicitou o INE pela montagem do Sistema Integrado de Estatísticas do Ambiente (SIEA), acrescentando que o Governo está a trabalhar também no desenvolvimento de uma Rede Nacional de Voluntários do Ambiente, que vai desempenhar um papel crucial, nomeadamente em matéria de denúncia de casos de prevaricação ambiental.

Através do SIEA pretende-se seguir os indicadores do Documento Estratégico de Crescimento e Redução da Pobreza, do segundo Plano de Ação Nacional para o Ambiente (PANA II), dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), do Perfil de Vulnerabilidade e Resiliência do País (PVR) e de outras iniciativas nacionais e internacionais sobre o meio ambiente, precisou.

-0- PANA CS/IZ 01março2016

01 Março 2016 13:49:30


xhtml CSS