Cabo Verde realiza I Feira Internacional de Agronegócios

Praia, Cabo Verde (PANA) - A primeira edição da Feira Internacional de Agronegócios de Cabo Verde abre as portas esta sexta-feira, na cidade da Praia, com a participação de expositores nacionais e de outros países, nomeadamente Portugal, Brasil, Espanha (Canárias) e Quénia, apurou na capital cabo-verdiana de fonte da organização do certame.

Sob o lema “Empresarialização do setor Agropecuário em Cabo Verde”, este certame internacional, que decorre até 28 do mês em curso, visa promover a empresarialização do setor agrícola no arquipélago que vem ganhando uma expressão cada vez mais crescente em resultado dos vários projetos de mobilização de água que irão aumentar substancialmente a área irrigada e a produção no campo.

Com a realização desta feira, o Ministério cabo-verdiano do Desenvolvimento  Rural (MDR) pretende também divulgar e promover a produção nacional, sensibilizar os produtores para uma maior aposta na qualidade dos produtos e melhoria da sua apresentação.

Aproveitando a presença de expositores estrangeiros, a feira irá proporcionar, igualmente, oportunidades e parcerias de negócios entre os nacionais e as empresas internacionais, bem como a identificação de nichos de mercado para inserir os produtos cabo-verdianos, a nível mais global.

A feira vai contar com muitas atividades paralelas, como debates, seminários, conferências e workshops sobre os mais variados temas que enformam a área do agronegócio, demonstrações de maquinaria e técnicas para produzir e transformar produtos agrícolas, visita guiada ao interior de Santiago, para além de uma parte cultural.

A potencialização do agronegócio como uma forma de aumentar a criação do autoemprego e sustentabilidade das famílias, tem sido  uma das apostas do Governo cabo-verdiano para combater a pobreza no arquipélago.

Neste sentido, uma das apostas tem sido a construção de barragens, diques de retenção e o ordenamento de bacias hidrográficas em ribeiras importantes, como forma de aumentar a disponibilidade de água para a agricultura.

Com vista também a promover o agronegócio, Cabo Verde passou a contar recentemente com um Centro Nacional de Hidroponia, que vai servir para dar formação na área, dois Centros de Formação Profissional em Transformação Agroalimentar, nas ilhas de Santiago e de Santo Antão, bem como de dois centros pós-colheitas nas ilhas de Santo Antão e do Fogo.

-0- PANA CS/IZ 26julho2013






26 Julho 2013 14:28:06


xhtml CSS