Cabo Verde realiza conferência sobre adaptação do trabalho às novas tecnologias

Praia, Cabo Verde (PANA) - A capital cabo-verdiana a colhe, esta terça-feira, uma conferência onde representantes da Organização Internacional do Trabalho (OIT), do Governo, de empregadores, dos sindicatos e trabalhadores vão debater e analisar formas de adaptar o trabalho às novas tecnologias.

Em declarações à agência cabo-verdiana de notícias (Inforpress), o diretor-geral do Trabalho de Cabo Verde, Miguel Santos, explicou que a realização desta conferência sobre o “Futuro do Trabalho” surge na sequência de um apelo lançado a todos os Estados-membros da OIT.

Neste apelo da OIT os Estados-membros são chamados a promoverem iniciativas de reflexão e debate sobre o futuro do trabalho, a sua relação com a modernização, as novas tecnologias e as alternativas a serem adaptadas.

Miguel Santos destacou  que questões que se relacionam com as implicações das novas tecnologias na diminuição do emprego, se a digitalização e as novas máquinas colocam o trabalho em risco, requerem uma certa reflexão e análise, a nível nacional e internacional.

Miguel Santos salientou que o encontro reúne conferencistas nacionais e internacionais, entre os quais o diretor regional da OIT, François Murangirá, para debater questões relacionadas ao “Trabalho e Sociedade”, “Trabalho Digno e as Novas Formas de Organização do Trabalho”, “Legislação, Políticas Públicas e Negociação Coletiva” e “O Futuro do Trabalho em Cabo Verde”.

“A ideia é reunir todos os intervenientes deste processo para analisarem se o país está a acompanhar o ritmo de mudança no mercado de trabalho e o que Cabo Verde deverá fazer para acompanhar essas mudanças”, explicou.

O diretor-geral do Trabalho anunciou que do encontro deverão sair recomendações que o país deverá seguir com o objetivo de adaptar o trabalho às novas tecnologias e que também irá apresentar na 108ª Conferência Internacional do Trabalho em 2019.

-0- PANA CS/IZ 17jan2017

17 janvier 2017 16:28:58


xhtml CSS