Cabo Verde participa em reunião da CEDEAO sobre epidemia de ébola

Praia, Cabo Verde (PANA) - A ministra cabo-verdiana da Saúde, Cristina Fontes Lima, participa, sexta-feira e sábado em Monróvia (Libéria), na 15ª Assembleia Ordinária dos Ministros da Saúde da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO) que vai debater, entre outras questões, a epidemia de ébola que atinge alguns países da sub-região, soube a PANA na cidade da Praia de fonte oficial.

Num comunicado divulgado no termo da sua reunião em Yamoussoukro, a capital política da Côte d’Ivoire, preparatória para a reunião sub-regional, foi preconizado uma reação sub-regional à epidemia de febre hemorrágica de ébola que se declarou num dos Estados-membros da CEDEAO, a Guiné Conakry, e se alastrou a outros países vizinhos, considerando-a como uma “ameaça séria à segurança sub-regional”.

Nesta reunião, organizada pela Organização Oeste-Africana da Saúde (OOAS), vão ser debatidos ainda temas como a “Cobertura sanitária universal: apostas, desafios e oportunidades”, um item em que serão destacadas as experiências da Libéria, do Senegal e da Nigéria.

A reunião conta com a presença de delegações de todos os países membros da CEDEAO (Cabo Verde, Senegal, Guiné-Bissau, Côte d’Ivoire, Togo, Benin, Burkina Faso, Serra Leoa, Mauritânia, Libéria, Mali, Gâmbia, Guiné Conakry, Gana, Níger e Nigéria).

A Organização Mundial de Saúde (OMS) considera o surto de ébola na África Ocidental como um dos maiores desafios, desde que a doença apareceu há 40 anos.

O número de mortos na sub-região já ultrapassou uma centena, sendo por isso a propagação da epidemia considerada como um dos maiores problemas de saúde pública enfrentado neste momento, particularmente nos países da África Ocidental.

-0-  PANA  CS/TON  10abril2014

10 Abril 2014 20:17:12




xhtml CSS