Cabo Verde lança campanha pelo fim da violência contra mulheres e meninas

Praia, Cabo Verde (PANA) – A Campanha 16 dias de Ativismo Pelo Fim da Violência Contra Mulheres e Meninas, conhecida como “Orange Day” ou “Dia Laranja”, vai ser lançada esta quarta-feira, em Cabo Verde, num ato presidido pelo chefe de Estado, Jorge Carlos Fonseca,  na sede da representação das Nações Unidas, na capital cabo-verdiana, apurou a PANA de fonte oficial.

A campanha vai decorrer de 25 de novembro a 10 de dezembro, com vista a assinalar o Dia dos Direitos Humanos.

Ao longo destes dias, a campanha vai ser dominada pela cor laranja, de forma a “simbolizar um futuro brilhante e um mundo livre de violência contra as mulheres e meninas”, sob o lema “Orange your World”.

Segundo uma fonte da organização, esta campanha propõe-se ser um “forte apelo” aos governos, às agências das Nações Unidas, às organizações internacionais, regionais e nacionais, aos atores da sociedade civil, ao setor privado, à academia, à media e aos movimentos de mulheres e juvenis, para uma mobilização massiva numa única frente de engajamento e comprometimento pelo fim da violência contras as mulheres e meninas em todo o mundo.

Para além de conferências, a campanha vai ser marcada por reuniões de alto nível e atividades de sensibilização nas escolas, pois que uma das atividades de grande visibilidade da campanha é iluminar e/ou colorir de laranja emblemáticos monumentos e edifícios nacionais.

As Nações Unidas aproveitam esse marco para, intensivamente, promover ações à volta da campanha lançada pelo secretário-geral das Nações Unidas, UNiTE (Una-se pelo Fim da Violência contra as Mulheres e Meninas).

Este ano esta campanha combina também ações de outras campanhas mais recentes como o caso do HeForShe, lançada pela ONU Mulheres e liderada, a nível nacional, pelo Presidente da Republica, Jorge Carlos Fonseca.

Recorde-se a propósito que o chefe de Estado cabo-verdiano vai ser homenageado pela ONU-Mulheres por ter conseguido mobilizar cinco mil homens e rapazes com a campanha “He For She” (Ele Por Ela), lançada em março de 2015, com o principal objetivo de os consciencializar sobre a questão da igualdade de género.

Ao atingir este nível de mobilização para a causa, que o coloca Cabo Verde como o país africano mais bem posicionado, Jorge Carlos Fonseca ultrapassou a meta de dois mil homens e rapazes proposto pela ONU-Mulher aos chefes de Estados de todo mundo.

-0- PANA CS/IZ 25nov2015

25 نوفمبر 2015 10:19:23




xhtml CSS