Cabo Verde interdita praias contaminadas

Praia- Cabo Verde (PANA) -- As autoridades sanitárias de Cabo Verde interditaram a banhistas as praias dos arredores da capital, Praia, por estarem contaminadas com coliformes fecais resultantes da descarga no mar dos esgotos da cidade, informou quarta-feira à PANA fonte oficial.
Segundo a delegacia de Saúde do principal centro urbano do arquipélago, as praias de Gâmboa, Prainha, Quebra Canela e Praia Negra devem ser evitadas por estarem a ser contaminadas por esgotos a céu aberto.
Esta é a segunda vez em um mês que as praias da capital cabo-verdiana são poluídas.
Em Maio último, resíduos não tratados foram derramados no mar, numa altura em que se realizavam obras na Estação de Tratamento de Águas Residuais (ETAR).
As autoridades médicas dizem terem constatado, desde então, um aumento de casos de diarreias e de doenças da pele na cidade da Praia.
Apesar de ter sido desaconselhada a utilização das praias, sobretudo as situadas nas proximidades da ETAR, muitos banhistas continuaram a frequentá-las, o que levou a Delegacia de Saúde, a par da interdição do uso das praias, a desencadear uma campanha para chamar a atenção sobre questões ligadas ao saneamento básico.
Entretanto, as autoridades sanitárias e de saneamento da cidade da Praia recomendaram também à empresa cabo-verdiana de produção e distribuição de energia e água (Electra) e outras entidades do sector a se dotarem de materiais que permitam dar resposta eficaz em caso de entupimento ou ruptura dos tubos de esgotos para evitar a contaminação das praias.
As autoridades recomendaram também que esforços deverão ser feitos para o controlo, com base num dispositivo legal que permita uma melhor monitorização da situação, e para a punição dos infractores.

06 Junho 2007 15:40:00


xhtml CSS