Cabo Verde inicia negociações para assumir presidência rotativa da CEDEAO

Praia, Cabo Verde (PANA) – O Governo de Cabo Verde já iniciou negociações para assumir a presidência da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO) na próxima cimeira dos Chefes de Estado e de Governo desta organização em 2018, acabou de anunciar o primeiro-ministro cabo-verdiano, Ulisses Correia e Silv, na cidade da Praia.

Ulisses Correia e Silva disse tratar-se de um processo normal de rotatividade preventivo nos estatudo da comunidade oeste-africana e "que faz com que no próximo ano seja a vez de Cabo Verde presidir à comissão da CEDEAO.

“Nós temos todo o interesse e está convergente com aquilo que nós defendemos relativamente a termos Cabo Verde com posicionamento muito forte a nível da integração regional e à ocupação de cargos de responsabilidade”, afirmou o chefe do Governo cabo-verdiano, esperando que o país possa conseguir atingir este objetivo.

Questionado pelos jornalista se Cabo Verde já tem identificada a personalidade que irá assumir o cargo de presidente da comissão da CEDEAO, o primeiro-ministro cabo-verdiano disse que "ainda não" mas que as negociações estão a decorrer para posteriormente se fazer essa escolha.

“Nós temos que criar condições como estamos a fazer, com negociações tranquilas junto da CEDEAO para podermos ter acesso ao cargo e, logo depois, definirmos e negociarmos o melhor perfil para um cargo internacional e regional muito importante.”, sublinhou.

Por sua vez, o ministro dos Negócios Estrangeiros e Comunidades, Luís Filipe Tavares, anunciou que vai aproveitar a sua participação na VII Conferência Internacional de Tokyo (Japão) sobre o Desenvolvimento em África (TICAD) a ter lugar em Maputo (Moçambique), de 23 a 26 de agosto corrente, para analisar, com vários ministros de países membros da CEDEAO presentes no evento, a questão da presidência da Comunidade que Cabo Verde deverá assumir no próximo ano

-0- PANA CS/DD 24agosto2017


24 august 2017 09:36:53




xhtml CSS