Cabo Verde implementa plano de sete milhões de euros para fazer face à seca

Praia, Cabo Verde (PANA) – O Governo vai aprovar um plano de emergência de sete milhões de euros para mitigar os efeitos da seca e do mau ano agrícola no país, anunciou ministro da Agricultura e Ambiente de Cabo Verde, Gilberto Silva.

Em declarações à imprensa, no início de uma visita a vários concelhos do interior da ilha de Santiago, para avaliar a situação do ano agrícola, marcado pela escassez de chuvas, Gilberto Silva frisou que o financiamento do plano deverá ser mobilizado entre os "habituais parceiros internacionais de desenvolvimento" de Cabo Verde, nomeadamente a União Europeia (UE), o Banco Mundial, as Nações Unidas.

Acompanhado pelo representante do Fundo das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO), Rémi Nono, o governante adiantou que o plano, a ser implementado com o apoio técnico da FAO, vai ter um caráter concreto nos concelhos de modo a se poder mitigar os efeitos de "um dos piores anos" em termos de seca e uma situação agrícola "bastante má".

Gilberto Silva considera que cerca de 62 porcento das famílias rurais serão diretamente afetadas pelo mau ano agrícola.

Conforme explicou, as grandes medidas tomadas são o salvamento do gado, a gestão adequada dos recursos hídricos e a criação de oportunidades de emprego para as famílias que não vão poder usufruir de nenhuma produção agrícola.

-0- PANA CS/DD 06out2017


06 Outubro 2017 08:03:34


xhtml CSS