Cabo Verde implementa Plano Curricular para o Ensino Básico Formal

Praia, Cabo Verde (PANA) – O novo ano letivo 2017-2018, que arranca esta segunda-feira, em Cabo Verde, traz como novidade a implementação, a título experimental, do Plano Curricular para o Ensino Básico Formal que vai materializar o investimento do Executivo no reforço do ensino da língua portuguesa, da matemática e das ciências, apurou a PANA de fonte segura.

Segundo o Governo, o novo Plano Curricular vai também abrir a possibilidade do desenvolvimento de competências na língua inglesa e francesa, desde o ensino básico, ou seja, a partir do 5º ano de escolaridade.

Outra novidade para este ano letivo é a introdução do mandarim (um dos principais idiomas da China) como Língua Estrangeira Opcional no Ensino Secundário.

Trata-se de um projeto piloto a ser implementado nos concelhos de Santa Catarina de Santiago, Praia e São Vicente e que conta com a partcipação de docentes cooperantes chineses.

No total, o país conta neste ano letivo com 150 mil alunos, dos quais 22 mil no pré-escolar, 74 mil do 1º ao 7º ano, e 34 mil no Ensino Secundário, que vai do 8º ao 12º ano de escolaridade.

O corpo docente é integrado por um total de sete 815 professores, mais 218 do que no ano anterior, e que irão lecionar em 77 agrupamentos escolares distribuídos por todo o arquipélago cabo-verdiano.

O novo ano letivo fica também marcado pela isenção de propinas para os alunos até ao 7º ano de escolaridade obrigatória.

-0- PANA CS/DD 18set2017

18 Setembro 2017 12:13:59


xhtml CSS