Cabo Verde em alerta face à epidemia de cólera em países vizinhos

Praia, Cabo Verde (PANA) - Cabo Verde está em estado de alerta face à epidemia de cólera que afeta atualmente alguns países vizinhos na costa ocidental africana, apurou a PANA segunda-feira na cidade da Praia de fonte sanitária.

As autoridades sanitárias reforçaram a implementação das normas de vigilância nos portos e aeroportos e definiram estratégias de informação e comunicação para evitar a entrada da doença no país, onde se regista uma movimentação importante de pessoas proveniente das zonas afetadas, de acordo com a fonte.

Entre as ações em curso figuram o reforço do controlo sanitário das pessoas e produtos provenientes da zona africana afetada pela cólera e a divulgação de informações sobre a prevenção da doença em 00centros de saúde, hospitais e órgãos da comunicação social.

Com a queda das primeiras chuvas, as autoridades sanitárias reforçaram igualmente a luta contra a proliferação de mosquitos, vetor de transmissão da cólera e de outras doenças como o paludismo.

A África Ocidental está a enfrentar o pior surto de cólera destes últimos anos. Na Serra Leoa, onde vivem seis milhões de pessoas atendidas por um dos sistemas de saúde mais deficitários do mundo, com apenas um médico para 34 mil e 744 habitantes, foi declarado estado de emergência nacional.

De janeiro a agosto deste ano, foram registrados neste país mais de 13 mil casos, com pelo menos 300 mortes, ou seja o dobro em relação à última epidemia ocorrida a 2007.

Além da Serra Leoa, também Guiné Conacry, Mali, Níger e Congo estão a braços com com pequenos surtos de cólera que tendem a piorar, numa área onde dois terços da população não têm um sistema de esgoto.

Cabo Verde enfrentou, em 1995, uma grave epidemia de cólera, que afetou quase todas as suas ilhas e  causou mais de uma dezena de vítimas mortais, indica-se.

-0- PANA CS/DD 03set2012

03 Setembro 2012 10:12:37


xhtml CSS