Cabo Verde detém 128 emigrantes clandestinos oeste-africanos

Praia- Cabo Verde (PANA) -- Cento e 28 emigrantes clandestinos da Guiné-Bissau e de outros países da África Ocidental foram detidos pela Guarda Costeira Cabo-verdiana no fim-de-semana passado, informou segunda-feira o ministro da Administração Interna de Cabo Verde, Lívio Lopes.
Lívio Lopes, citado pela Rádio de Cabo Verde (RCV), disse que os emigrantes, incluindo 10 mulheres e duas crianças, deverão ser identificados e repatriados para os seus países de origem nos próximos dias.
Segundo fontes concordantes, a embarcação onde seguiam os emigrantes terá partido da Guiné-Bissau e tinha como objectivo chegar ao arquipélago das Canárias, a partir do qual os candidados à emigração clandestina procurariam entrar na Europa.
Este é o primeiro caso de detenção de emigrantes clandestinos registado este ano em Cabo Verde.
Devido à falta de meios para fiscalizar de forma eficaz as suas vastas águas territoriais, Cabo Verde tem recorrido à colaboração de países como os Estados Unidos, França, Portugal e a Espanha para a realização de patrulhas conjuntas destinadas a combater a imigração clandestina, a pesca ilegal e o narcotráfico.
Recentemente, um navio da Marinha dos Estados Unidos esteve durante vários dias em missão de fiscalização conjunta a Guarda Costeira Cabo-verdiana, mas nessa altura não foi detectada nenhuma irregularidade nas embarcações interceptadas.

01 Julho 2008 09:52:00




xhtml CSS