Cabo Verde contemplado pelo Fundo Africano para Mudanças Climáticas

Praia, Cabo Verde (PANA) - O Fundo Africano para Mudanças Climáticas (ACCF) anunciou a aprovação de três projetos que irão beneficiar Cabo Verde e outros dois países africanos (Quénia e Swazilândia),  no total de 1,35 milhão de dólares americanos, apurou a PANA este fim de semana de fonte autorizada.

Com a aprovação da atribuição do fundo, o ACCF, criado pelo Banco Africano de Desenvolvimento (BAD) em 2014 com um contributo de 4,725 milhões de euros da Alemanha, espera ajudar importantes agências e instituições dos três países contemplados a posicionarem-se estrategicamente de modo a concorrerem e acederem ao financiamento em prol da redução da vulnerabilidade climática.

O fundo também  prioriza projetos de desenvolvimento com recurso a pouco carbono de modo a contribuírem para os objetivos nacionais de desenvolvimento.

O ACCF alerta que o continente africano tem sido já afetado pelos impactos negativos das mudanças climáticas e que, não obstante este facto, o financiamento para o clima que tem recebido continua a ser desproporcional quando comparado aos outros continentes.

“Com vista a contornar esta realidade e mobilizar os recursos necessários, ministérios, agências nacionais, ONG locais e instituições de pesquisa demandam por mais apoios de modo a atrair, a ter acesso e fazer uso de financiamentos destinados ao clima”, sintetiza o fundo.

No caso de Cabo Verde, a sua parcela dos 1,35 milhão de dólares deverá ser canalizada para desenvolver ações de mitigação nacionalmente apropriadas (NAMAs) para dois setores estratégicos: energia e resíduos.

-0- PANA CS/IZ 25out2015


25 Outubro 2015 11:13:06


xhtml CSS