Cabo Verde considera atentado em discoteca nos Estados Unidos “ato insensato e vil”

Praia, Cabo Verde (PANA) - O Presidente de Cabo Verde, Jorge Carlos Fonseca, considerou, terça-feira, o atentado que domingo matou 49 pessoas e feriu outras 53 numa discoteca em Orlando, Estados Unidos, “um ato insensato e vil, condenável por todos os países amantes da paz".

Numa mensagem enviada ao seu homólogo norte-maricano, Barack Obama, o chefe de Estado cabo-veriano escreve que "foi com profunda consternação" que teve conhecimento do trágico atentado que causou um número elevado de vítimas inocentes.

Na sua mensagem, Jorge Carlos Fonseca apresenta ao Presidente e ao povo americanos bem como e às famílias das vítimas "sentidas condolências" e "toda a solidariedade" do povo cabo-verdiano.

Para ele, "a solidariedade entre países amigos e desejosos, em quaisquer circunstâncias, deve erguer os valores da liberdade, da democracia e da paz".

Na madrugada de domingo passado, um homem armado simpatizante do grupo extremista "Estado Islâmico" matou 49 pessoas, incluindo ele próprio, e feriu 53 outras numa discoteca frequentada pela comunidade LGBT em Orlando, na Florida.

-0- PANA CS/IZ 15junho2016

15 Junho 2016 20:29:07


xhtml CSS