Cabo Verde aumenta produção de frutas em 70%

Praia, Cabo Verde (PANA) -  Cabo Verde aumentou a sua produção de frutas em cerca de 70 porcento, nos últimos três anos, revelou quinta-feira a ministra cabo-verdiana do Desenvolvimento Rural, Eva Ortet.

Falando numa cerimónia de entrega de medalhas comemorativas do 70º aniversário da FAO (Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura), Eva Ortet disse que, entre 2000 e 2015,  a produção de hortícolas no país triplicou e a de raízes e tubérculos duplicou.

“Nesse aumento bastante significativo está a marca dos agricultores que têm contribuído para o aumento exponencial da qualidade de produtos fornecidos ao mercado turístico, que nos últimos cinco anos aumentou 18 vezes”, precisou a governante.

Eva Ortet sublinhou que na origem da evolução positiva do subsetor hortícola está, para além da capacidade de produção dos agricultores, a marca da investigação agrária, pelo que ela considera ser de “inteira justiça” o reconhecimento que a FAO fez a um agricultor cabo-verdiano e ao Instituto Nacional de Investigação e Desenvolvimento Agrário (INIDA).

“No subsetor hortícola, a lista de cultivares já inclui 38 espécies e 125 variedades de hortofrutícolas e de raízes e tubérculos", disse.

Segundo ela, essa lista da variedade inclui 13 hortícolas, com melhor desempenho, criadas no país e que têm contribuído para o aumento e diversificação da produção durante o ano, contrariamente ao que antes se verificava quando a produção hortícola se restringia aos meses mais frescos do ano.

O arquipélago conseguiu duas das 50 medalhas destinadas aos 47 países da região africana, facto justificado pelo representante da FAO em Cabo Verde, Rémi Nono Wondim, com o trabalho desenvolvido pelo país na promoção da horticultura.

-0- PANA CS/IZ 18dez2015

18 Dezembro 2015 10:17:41


xhtml CSS