Cabo Verde aprova Estratégia Nacional das Áreas Protegidas

Praia, Cabo Verde (PANA) - Cabo Verde acaba de aprovar a Estratégia Nacional das Áreas Protegidas no país, instrumento de políticas que visa orientar um plano de expansão, a longo prazo, incluindo estratégias de controlo e ou mitigação dos impactos das alterações climáticas sobre as mesmas, apurou a PANA esta quarta-feira de fonte oficial.

A informação foi revelada pelo porta-voz do Conselho de Ministros, Démis Almeida, sublinhado que a estratégia estabelece ainda um quadro de opções por forma a permitir a expansão e consolidação da Rede Nacional das Áreas Protegidas (RNAP).

O objetivo é permitir aos agentes da sociedade civil, às comunidades locais e às ONG  participarem nos processos de criação e seleção das Áreas Protegidas.

Démis Lobo disse que esta estratégica permite identificar cinco eixos que considerou fundamentais, nomeadamente, a consolidação e integração territorial da Rede Nacional das Áreas Protegidas, a persecução do caminho para a sua sustentabilidade financeira e a adoção progressiva de diferentes formas de governação das Áreas Protegidas.

O governante desatacou ainda nesta estratégia a adequação e capacitação para o planeamento e gestão das áreas protegidas e o envolvimento da sociedade cabo-verdiana na conservação, valorização e desfrute dos valores da RNAP.

-0- PANA CS/IZ 16dez2015

16 Dezembro 2015 23:57:40


xhtml CSS