Cabo Verde anuncia controlo “relativo” da epidemia de paludismo

Praia, Cabo Verde (PANA) – Os casos de paludismo em Cabo Verde estão a diminuir desde o início de novembro corrente, pelo que se considera que a epidemia está "relativamente controlada", anunciou neste fim de semana o Ministério da Saúde do arquipélago.

Num comunicado, o ministro cabo-verdiano da Saúde precisou que o número de casos notificados tem estado a diminuir e que, desde 01 de novembro e até à atual data, "foram registados 10 casos".

No entanto, as autoridades sanitárias do arquipélago alertam que, "apesar de a situação atual se encontrar relativamente controlada”, as pessoas  devem lembrar que ainda se está “numa época suscetível".

Por isso, prosseguiu, "exortamos a população e as entidades com responsabilidade no setor de ambiente e saneamento à continuidade na execução das ações de prevenção e controlo da epidemia".

Cabo Verde regista, desde julho de 2017, uma epidemia de paludismo, com um total de 430 casos notificados desde o início do ano e o registo de duas mortes.

A maioria dos casos foram registados nos meses de agosto (83), setembro (132) e outubro (137).

No mês de outubro, o número de casos de paludismo mais do que duplicou entre a primeira (35 casos) e a segunda quinzenas (95 casos).

A maioria dos casos foi detetada na cidade da Praia, sendo que os doentes são na sua maioria homens com mais de 20 anos. Esta é a maior epidemia de paludismo registada em Cabo Verde em quase 30 anos.

-0- PANA  CS/IZ  19nov2017

19 Novembro 2017 12:19:22


xhtml CSS