Cabo Verde acolhe reunião sobre questões eleitorais na CEDEAO

Praia, Cabo Verde (PANA) – A capital cabo-verdiana, Praia, vai acolher, de 22 a 24 deste mês, a Assembleia Geral da Rede das Estruturas Nacionais de Gestão das Eleições na África Ocidental (RESAO), que reúne especialistas em questões eleitorais dos países da CEDEAO, apurou a PANA de fonte oficial.

A reunião tem por objetivo primeiro ajudar os Estados-membros na organização de eleições credíveis e contribuir para a melhoria na gestão dos processos eleitorais na sub-região e reforçar a capacidade da RESAO para melhor abordar estas questões na África Ocidental.

Os especialistas irão também traçar uma estratégia clara e abrangente para apoiar os Estados-membros da CEDEAO (Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental) na organização das eleições e que irá no fim lançar a base de dados de Observação Eleitoral da região.

A reunião irá ainda passar em revista vários dossiês eleitorais da sub-região, devendo, neste sentido, ser feita uma reflexão sobre o processo eleitoral em curso no Burkina Faso, na Côte d’Ivoire e na Guiné-Conakry e, ao mesmo tempo,  tirar lições das ultimas eleições na Nigéria e no Togo.

Ainda no encontro, vão ser discutidas as experiências da CEDEAO na assistência técnica aos Estados-membros, como forma de contribuir para a melhoria da gestão das eleições nesta região.

A Assembleia Geral da RESAO abrirá um espaço para os especialistas internacionais de organizações como a União Africana, Escritório das Nações Unidas para a África Ocidental (UNOWA), o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento  (PNUD) e da União Europeia (UE) partilharem as suas experiências, a fim de garantir uma melhor compreensão da assistência técnica que prestam  na realização de eleições.

A anteceder a Assembleia Geral acontecerá um ateliê técnico de especialistas eleitorais que irá avaliar a assistência às Comissões Nacionais Eleitorais da CEDEAO, bem como a definição e identificação de resultados, realizações, desafios e caminhos a seguir.

A RESAO foi criada, em 2008, na Guiné-Conakry, com o propósito não só de facilitar a assistência aos Estados da CEDEAO, mas também de servir como uma plataforma regional para o intercâmbio de ideias e melhorar as práticas  com vista a fortalecer a capacidade das comissões eleitorais para realizar pesquisas fiáveis e credíveis.

-0- PANA CS/IZ 21jul2015



21 Julho 2015 11:06:15




xhtml CSS