Cabo Verde acolhe Assembleia de Ministros da Saúde da CEDEAO

Praia, Cabo Verde (PANA) – A XIV Reunião Ordinária da Assembleia dos Ministros da Saúde dos países da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO) vai decorrer quarta e quinta-feiras na cidade da Praia, soube-se de fonte oficial na capital cabo-verdiana.

Sob o lema “Luta contra o VIH/SIDA e Desenvolvimento Sustentável: Participação do Setor Privado Local na Produção de Antirretrovirais”, a reunião vai debater vários documentos, dos quais o relatório sobre o stock de segurança de Antirretrovirais (ARV), que dá conta que em 2010 um total de 633.718 pacientes estavam sob tratamento, incluindo 80 porcento na Nigéria, no Gana, na Côte d’Ivoire e no Burkina Faso.

O processo de reforma hospitalar na Côte d’Ivoire, a experiência do Togo na telemedicina, bem como o lançamento do Comité da CEDEAO de luta contra a contrafação e comércio ilícito de medicamentos são outros pontos constantes da agenda de trabalhos da reunião dos ministros de Saúde da CEDEAO.

Durante o encontro, o diretor-geral da Organização Oeste-Africana da Saúde (OOAS), Plácido Cardoso, vai apresentar à assembleia o seu relatório anual de 2012.

Plácido Cardoso, que esteve em fevereiro de visita a Cabo Verde para estudar a possibilidade da produção de antirretrovirais no país, considera que a fabricação desse medicamento na região oeste-africana “é a alternativa para melhorar o seu acesso às populações e evitar as frequentes rotura”.

Ele assegurou que Cabo Verde reúne alguns requisitos que permitem a produção de antirretrovirais para os países da CEDEAO, já que o arquipélago tem uma posição satisfatória na produção de outros medicamentos essenciais.

Um documento da OOAS alerta que esforços devem continuar a ser desenvolvidos porque apenas 36 % dos pacientes elegíveis para tratamento têm acesso aos ARV.

-0- PANA  CS/TON 02abril2013

02 Abril 2013 09:59:06




xhtml CSS