CPJ condena assassinato de jornalista somalí

Dakar- Senegal (PANA) -- O Comité para a Protecção dos Jornalistas (CPJ) condenou sábado o assassinato a tiro do jornalista somalí Abdi kheyr Mohammed Jama, indica um comunicado da organização de defesa da liberdade da imprensa no mundo baseada em Nova Iorque (Estados Unidos).
No comunicado de imprensa transmitido à PANA sábado, o CPJ exorta as autoridades somalís a "fazer um inquérito exaustivo" sobre este caso.
Jama, apresentador da Rádio Galkayo na região nordeste semi-autónoma de Puntland, foi gravemente ferido a tiro quinta-feira passada.
"Condenamos este ataque brutal que mostra os perigos aos quais os jornalistas somalís são expostos", declarou o director executivo do CPJ, Joel Simon.
"As autoridades de Puntland devem fazer um inquérito exaustivo sobre este assassinato que entra no quadro dos ataques e das perseguições orquestrados contra os trabalhadores dos mídias", declarou o CPJ.

13 Janeiro 2008 10:35:00




xhtml CSS