CEN-SAD preocupada com situação na Somália e na República Centro-Africana

N'Djamena- Tchad (PANA) -- A 12ª cimeira da Comunidade dos Estados Sahelo- Sarianos (CEN-SAD), finda sexta-feira última à noite em N'djaména, apelou às fações somalís para deporem as armas e irem à mesa de negociações.
Os dirigentes da CEN-SAD manifestaram a sua preocupação face à situação neste país do Corno de África, nomeadamente a presistência da insegurança devida às mllícias refratárias ao diálogo.
A CEN-SAD exprimiu o seu apoio ao povo somalí e decidiu juntar os seus esforços aos da comunidade internacional e das organizações regionais para restaurar a autoridade do Estado e restabelecer a paz e a segurança na Somália.
O comunicado final da reunião lamentou, por outro lado, os atos dos grupos rebeldes na República Centro-Africana (RCA), nomeadamente o Exército da Resistência do Senhor (LRA), do Uganda, julgados contrários à realização da paz.
A CEN-SAD manifestou o seu apoio às autoridades legais na restauração da ordem pública em todo o território nacional da RCA.
Relativamente à Guiné-Bissau, os dirigentes da CEN-SAD lamentaram a instabilidade a nível da segurança e manifestaram o seu apoio às autoridades do país nos seus esforços de restruturação das Forças Armadas de Defesa e Segurança e na luta contra redes internacionais de tráfico de droga neste país da África Ocidental e na região a que pertence.
A 12ª sessão da CEN-SAD exortou a comunidade internacional, nomeadamente as Nações Unidas e a União Africana (UA) a prosseguirem com as suas ações face às relações tensas entre a Eritreia e a Etiópia, a fim de as levar a aceitarem a aplicação da decisão de 13 de Abril de 2002 em Haia (Países Baixos) da Comissão de Delimitação das Fronteiras e o arranque efetivo, sem delongas, das operações de demarcação da fronteira.
A CEN-SAD manifestou o seu apoio à Eritreia face à resolução do Conselho de Segurança das Nações Unidas de Dezembro de 2009 que impõe sanções contra este país.

24 july 2010 15:42:00




xhtml CSS