CEN-SAD condena ataque contra força da MINUAD

Tripoli- Líbia (PANA) -- O Secretariado Geral da Comunidade dos Estados Sahelo-Sarianos (CEN-SAD) condenou quinta-feira o ataque perpetrado a 8 de Julho contra uma patrulha da força híbrida da Missão Conjunta das Nações Unidas e da União Africana de Manutenção da Paz em Darfur (MINUAD), que fez sete mortos e 22 feridos.
Num comunicado publicado em Tripoli cuja cópia foi enviada à PANA, o Secretariado Geral da CEN-SAD indicou que este ataque é uma violação clara dos acordos assinados entre as partes da crise em Darfur.
O comunicado adianta que o ataque é susceptível de entravar os esforços desdobrados com vista a aproximar as posições dos protagonistas e a aplicação do acordo de Abuja assinado a 9 de Janeiro de 2005 entre o Governo sudanês e as facções armadas de Darfur.
A CEN-SAD instou as partes abrangidas na crise a abandonar definitivamente a opção militar e a comprometer-se seriamente na vias duma solução negociada.
O Secretariado da CEN-SAD exortou a comunidade internacional, nomeadamente a União Africana (UA) e as Nações Unidasm a consolidar as disposições de segurança para assegurar uma maior protecção às populações civis e aos militares que vivem na região.
Sete soldados da paz foram mortos e 22 outros ficaram feridos na embsocada, tendo sido evacuados para Cartum, capital sudanesa, para tratamento.
O cortejo de cerca de 10 veículos que transportava os soldados ruandeses de manutenção da paz foi atacado por homens armados não identificados quando se dirigia para o seu Quartel-General de El Facher.

11 juillet 2008 13:24:00




xhtml CSS