CEDEAO realiza cimeira extraordinária sobre Mali

Abidjan, Côte d’Ivoire (PANA) – Os líderes da sub-região oeste-africana realizam sábado, 19 de janeiro, em Abidjan, na Côte d'Ivoire, uma sessão extraordinária visando tomar medidas suplementares para resolver a crise maliana, que se degradou nos últimos dias depois de os islamitas que ocupam o norte do país tentarem controlar outras cidades e progredir para a capital, Bamako.

Esta conferência dos chefes de Estado e de Governo, na qual participarão os representantes de 18 instituições e Estados não membros da CEDEAO, examinará os últimos desenvolvimentos da situação política do Mali e como a região pode cooperar com a comunidade internacional para a aplicação de resolução 2085 do Conselho de Segurança das Nações Unidas.

Durante esta sessão, os líderes regionais ouvirão uma exposição do presidente da Comissão da CEDEAO, Kadré Désiré Ouédrago, sobre a situação política e de segurança no Mali, bem como os relatórios dos Presidentes burkinabe, Blaise Compaoré, e nigeriano, Goodluck Jonathan, sobre os esforços de mediação que eles realizaram para a resolução de conflitos.

Eles serão igualmente informados sobre o estado de avanço do desdobramento da Missão Internacional de Apoio ao Mali (MISMA) pelo presidente do Comité dos Chefes dos Estados-Maiores da CEDEAO, o general ivoiriense Soumaila Bakayoko, ao passo que o ministro dos Negócios Estrangeiros da Côte d’Ivoire, Charles Koffi Diby, apresentará um relatório sobre a reunião do Conselho de Mediação e Segurança (CMS).

A cimeira dos chefes de Estado e de Governo será precedida, a 18 de janeiro, por um encontro extraordinário do CMS, que agrupará os ministros dos Negócios Estrangeiros e da Defesa dos Estados-membros da CEDEAO e que permitirá discutir sobre a situação no Mali e formular recomendações.

A reunião permitirá igualmente discutir sobre a situação na Guiné-Bissau, onde a CEDEAO desdobrou  no ano passado uma missão militar denominada ECOMIB com vista a proteger as instituições de transição e concluiu um acordo sobre a aplicação do programa de reforma do setor da defesa e segurança no país.

A cimeira de Abidjan deverá igualmente aprovar a nomeação do major-general nigeriano Shehu Usman Abdulkadir como comandante da MISMA e a do brigadeiro nigerino Yaye Garba como seu adjunto.

-0- PANA SSB/SOC/FK/TON 17jan2013

17 Janeiro 2013 22:15:53




xhtml CSS