CEDEAO insta novo Governo de transição maliano a agir rapidamente

Lagos, Nigéria (PANA) – A Comissão da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO) exortou o novo Governo de Transição do Mali a tomar medidas urgentes para enfrentar os desafios atuais aos quais deve fazer face o país.

Num comunicado transmitido  esta quarta-feira à PANA em Lagos, a Comissão declara que, entre estas medidas, figuram a estabilização da transição, o restabelecimento da unidade e da integridade territoriais do Mali e a realização de eleições livres  equitativas e transparentes durante o período de transição.

A Comissão realça que a formação do Governo de União está conforme às decisões tomadas pelos líderes oeste-africanos durante a sua 41ª cimeira ordinária de 29 de junho último em Yamoussoukro, na Côte d’Ivoire, e às medidas da União Africana (UA) e das Nações Unidas.

Exprimiu o desejo de que o Governo recém-instalado reflita verdadeiramente a diversidade da nação maliana e obtenha a adesão do povo maliano.

A Comissão reafirmou o seu apoio ao Mali e exprimiu a sua disposição de examinar com urgência qualquer pedido de assistência que venha a ser formulado pelo Governo.

O Governo de União, anunciado segunda-feira pelo Presidente interino, Dioncounda Traoré, integra 31 ministros.

Foi formado no quadro dos esforços para restabelecer a estabilidade neste país da África Ocidental, que atravessa uma crise desde o golpe de Estado militar perpetrado em março último que derrubou o regime do Presidente Amadou Toumani Touré.

Os rebeldes tuaregues e os seus aliados islamitas aproveitaram-se deste golpe de Estado para controlar toda a metade norte do país.

-0- PANA SE/FK/IZ 22ago2012

22 Agosto 2012 18:07:00




xhtml CSS