CEDEAO favorável à "retirada urgente de crianças de rua" no Senegal

Dakar, Senegal (PANA) - A Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO) acolheu satisfatoriamente a decisão tomada pelo Presidente do Senegal, Macky Sall, de ordenar, entre outras medidas, "a retirada urgente das crianças de rua" sob pena de sanções contra os pais faltosos.

Este anúncio, que revela a vontade política do Presidente Macky Sall, acaba de confirmar a decisão anunciada recentemente pela Direção dos Direitos, Proteção da Infância e Grupos Vulneráveis do Ministério senegalês da Mulher, Família e Infância, que prevê a retirada progressiva das crianças de rua, a partir do final do mês do Ramadão (jejum).

Esta importante resolução, inscrita no quadro da proteção dos Direitos das Crianças e de Grupos Vulneráveis, converge com um plano de ação elaborado no quadro dum projeto regional sobre "a erradicação do fenómeno das crianças de rua na África Ocidental" lançado em junho de 2015, em Dakar, no Senegal, pela Direção do Alerta Precoce da CEDEAO.

A organização sub-regional evidencia o enorme impacto negativo deste fenómeno no desenvolvimento socioeconómico e na segurança da região, desejando que este projeto, que visa eliminar este flagelo e criar um ambiente protetor para as crianças vulneráveis, seja implementado por todos os Estados-membros.

Também conta com o apoio de todos os atores da sociedade civil, dos líderes religiosos e de sobas, das comunidades e famílias, bem como de todos os parceiros de desenvolvimento, a fim de ajudar o Governo senegalês na implementação desta campanha que, nos seus princípios, garantem o interesse superior da criança, o seu acesso à educação, saúde e proteção.

A CEDEAO, que acompanha de muito perto este empreendimento, compromete-se a assistir o Governo senegalês neste sentido e reitera as suas felicitações às autoridades senegalesas por esta "medida corajosa que protege as crianças".

-0-PANA SSB/BEH/DD 08julho2016

08 Julho 2016 17:52:35




xhtml CSS