CEDEAO envia 171 observadores para presidenciais no Mali

Ouagadougou, Burkina Faso (PANA) - A Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO) enviou uma missão de observação eleitoral composta por 171 membros para o escrutínio presidencial de domingo no Mali, soube quarta-feira a PANA de fonte da  instituição em Ouagadougou.

A missão inclui 150 observadores a curto prazo e 21 a longo prazo, em conformidade com as disposições do protocolo adicional da CEDEAO sobre a democracia e a boa governação, relativa à observação das eleições e à assistência", lê-se num comunicado.

O texto lembra que este protocolo autoriza a Comissão da CEDEAO a apoiar cada um dos Estados-membros da organização regional que  organiza eleições.

A missão de observação eleitoral oeste-africana desdobrada no Mali tem por papel supervisionar todas as fases pré-eleitorais, eleitorais e pós-eleitorais do escrutínio, para se certificar de que o processo eleitoral respeita as melhores práticas internacionais.

Esta foi precedida por outras missões, nomeadamente exploração pré-eleitoral, pré-eleitoral de segurança, de solidariedade, presidida pelo presidente da Comissão da CEDEAO, Jean Claude Kassi Brou, e por uma missão de informação, liderada pelo comissário para os Assuntos Políticos, Paz e Segurança da Comissão, o general Francis Awagbé Behanzin, sublinha a nota.

O antigo Presidente da Comissão da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO) de março de 2012 a junho de 2016, e  antigo primeiro-ministro do Burkina Faso, Kadré Desiré Ouédraogo, dirigirá a missão de observação eleitoral a curto prazo da organização regional para as eleições presidenciais de 29 de julho de 2018 no Mali.

Ouédraogo era aguardado, quarta-feira, em Bamako, a capital maliana.

-0- PANA NDT/IS/MAR/IZ 26jul2018

26 juillet 2018 10:09:51




xhtml CSS