CEDEAO e MFWA pedem reforma de lei da imprensa na África Ocidental

Dakar- Senegal (PANA) -- A Fundação da Mídia para a África Ocidental (MFWA) vai lançar, em colaboração com a Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO), uma campanha para a reforma das leis que regem a imprensa na sub-região, indica um comunicado da MFWA transmitido quarta-feira à PANA.
Esta decisão segue-se a um recente encontro no Gana da rede sub- regional dos advogados da MFWA para a defesa dos jornalistas e da imprensa na África Ocidental.
O director executivo da MFWA, Kwame Karikari, ao explicar os objectivos deste programa, indicou que "há necessidade de reformar as leis da imprensa em conformidade com os organismos regionais e internacionais de defesa dos direitos humanos na África Ocidental".
O responsável da organização sub-regional de defesa da liberdade da imprensa sublinhou que vários países da África Ocidental "têm uma legislação repressiva da imprensa e da liberdade de expressão".
"Os Governos servem-se de tais leis para fazer calar os jornalistas e os cidadãos.
Vários jornalistas foram encarcerados por difamação e difusão de falsas notícias contra chefes de Estado e outras autoridades", deplorou o director executivo da MFWA.

02 Abril 2009 09:15:00




xhtml CSS