CEDEAO doa $ 500 mil para compensar vítimas de golpe de Estado frustrado no Burkina Faso

Ouagadougou, Burkina Faso (PANA) - A Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO) desembolsou 500 mjil dólares americanos para compensar vítimas do golpe de Estado frustrado em setembro de 2015 no Burkina Faso, anunciou sexta-feira o presidente da Comissão da referida instituição,  Marcel Alain de Souza,

"Viemos anunciar ao Presidente do Burkina Faso (Roch Marc Christian Kaboré) que a CEDEAO, por solidariedade, decidiu entregar-lhe um cheque de 500 mil dólares americanos para a indemnização das vítimas do golpe de Estado frustrado de setembro de 2015", declarou De Souza no final de uma audiência com o chefe de Estado burkinabe em Ouagadougou.

IRecordou na mesma ocasião que os chefes de Estado da CEDEAO, haviam desejado, durante uma recente reunião em Abuja, a capital federal nigeriana, que as autoridades burkinabès criassem um fundo de indemnização para estas vítimas.

Salientou que o Governo burkinabe fez esforços notáveis neste sentido, nomeadamente dando casas a algumas famílias e assistindo os feridos.

No entanto, acrescentou, a CEDEAO devia participado como foi anunciado no encontro de Abuja pelo Presidente do Senegal, Macky Sall, enquanto presidente em exercício da organização oeste-africana.

"Este montante de 500 mil dõlares americanos nunca vai substituir as vidas humanas muito menos apagar o traumatismo dos feridos mas é uma contribuição simbólica para manifestarmos a solidariedade dos 15 países da CEDEAO para com o povo burkinabè", frisou Marcel Alain De Souza.

Fazem parte da CEDEAO o Benin, o Burkina Faso, Cabo Verde, a Côte d'Ivoire, a Gâmbia, o Gana, a Guiné Conakry, a Guiné-Bissau, a Libéria, o Mali, o Níger, a Nigéria, o Senegal, a Serra leoa e o Togo.

-0- PANA NDT/jJSG/SOC/DD 04fév2017

04 Fevereiro 2017 14:22:04


xhtml CSS