CEDEAO declara eleições senatoriais da Libéria livres, justas e credíveis

Abuja, Nigéria (PANA) - A Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO) declarou as eleições senatoriais especiais de 20 de dezembro de 2014 na Libéria "livres, justas, credíveis e transparentes apesar de algumas falhas insignificantes", indica um comunicado transmitido esta sexta-feira à PANA.

Numa declaração preliminar, a Missão de Observação Eleitoral da CEDEAO (MOE) instou a Comissão Eleitoral Nacional (NEC) da Libéria a anunciar os resultados provisórios nos prazos fixados e exortou todas as partes interessadas a abster-se de especular sobre os resultados não oficiais ou de os anunciar como tais.

"A Missão apelou a todos os candidatos e aos seus apioantes para respeitar os procedimentos e as leis vigentes. Ela exortou em particular todos os canditaos e os seus apoiantes a respeitar as regras democráticas e a recorrer exclusivamente aos meios legais para obter reparação em caso de litígio resultante do processo eleitoral", segundo a declaração.

A MOE  da CEDEAO recomendou a formação contínua dos responsáveis eleitorais e dos agentes dos partidos políticos, bem como o lançamento de campanhas de educação cívica para as populações em cooperação com a sociedade civil, uma preparação logística adequada e a instalação de estruturas para as próximas eleições gerais instando os responsáveis da segurança a desempenhar o seu papel durante o processo eleitoral, em particular para a prevenção das crises nas assembleias de voto.

"A Missão declarou-se satisfeita com a atmosfera pacífica que reinou durante as operações de votação congratulando-se com a ausência de violência por parte dos eleitores e agentes dos partidos. Ela deseja que esta eleição seja uma etapa importante dos progressos realizados no quadro da luta contra o vírus de Ébola, da reabertura das escolas e universidades no país e vai abrir definitivamente a via para o crescimento económico e o processo socio-político", sublinha o comunicado.

A MOE, composta por 15 membros, foi enviada na sequência do pedido do Governo da Libéria e no quadro do apoio global da CEDEAO à consolidação da democracia na sub-região.

As eleições senatoriais foram inicialmente adiadas por uma resolução conjunta da legislatura nacional devido à declaração dum estado de emergência a 6 de agosto de 2014 por causa da epidemia da doença do vírus do Ébola.

Um total de um milhão 900 mil e 229 eleitores inscreveram-se para designar a metade dos 30 membros do Senado. No total 139 canditados disputavam os 15 assentos da instituição senatorial.

-0- PANA SEG/FJG/TBM/FK/TON 26dez2014

26 Dezembro 2014 18:31:42




xhtml CSS