CEDEAO cria Agência de Garantia de Investimento

Abidjan, Côte d'Ivoire (PANA) -  Os ministros dos países membros da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental aprovaram a criação duma Agência de Garantia de Investimentos/Seguro CEDEAO destinado a reduzir os riscos políticos associados aos investimentos na África Ocidental, soube-se no termo da sua reunião em Abidjan, na Côte d´Ivoire.

Dotado dum capital de um bilião de dólares americanos, esta agência vai fornecer uma segurança contra os riscos políticos, serviços de garantia das exportações e serviços de garantia às empresas de seguro locais.

A criação desta estrutura em parceria com o African Trade Insurance (ATI) é uma das decisões tomadas pela 71ª sessão do Conselho dos Ministros da CEDEAO, que terminou a 17 de dezembro em Abidjan, capital económica da Côte d´Ivoire, revelou a Comissão da referida instituição.

Esta decisão, que se inscreve no quadro dum programa da Comissão visando tornar a região mais atrativa enquanto destino de investimento, responde ao requerimento dos ministros das Finanças da região, no termo duma reunião dos seus peritos.

A reunião ministerial examinou o relatório dum estudo de 2012 financiado pela Comissão Europeia e implementada pela Facilidade Clima dos Negócios (ACP BizClim) por conta da comunidade.

O estudo de viabilidade apresenta a legitimação económica e financeira da agência, as previsões orçamentais pormenorizadas, em termos de investimentos e de funcionamento num período de dez anos, bem como recomendações na estrutura financeira e as contribuições.

Segundo a Comissão, a criação desta agência, facilitada pelos Estados membros e concebida segundo o modelo da ATI, deverá ajudar a afastar os Investidores estrangeiros diretos dos riscos ligados aos investimentos, o que, frisou, encoraja os investimentos em grande escala.

Ela vai facilitar igualmente o acesso ao financiamento e a redução do prémio de risco e a estimulação das exportações da região, mas igualmente o comércio intra-comunitário.

O Conselho aprovou igualmente uma recomendação dos ministros das Finanças relativa à formação dum comité de aplicação composta por representantes da Nigéria, da Côte d´Ivoire, da Comissão da CEDEAO, do Banco de Investimento e Desenvolvimento da CEDEAO, da Associação Oeste-Africana das Companhias de Seguro (WAICA) e do ATI, para lançar os procedimentos com vista a uma parceria eficaz entre a organizção sub-regional e o  ATI.

-0- PANA SEG/NFB/JSG/MAR/DD 20dez2013

20 Dezembro 2013 20:11:59




xhtml CSS