CEDEAO convida atores políticos a diálogo e compromisso na Guiné

Conakry, Guiné-Conakry (PANA) - O presidente da Comissão da CEDEAO (Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental), Kadré Désiré Ouédraogo, lançou um apelo urgente à toda a classe política conakry-guineense para demonstrar boa vontade e disposição para o diálogo e compromisso para que as próximas eleições legislativas sejam pacíficas e democráticas.

Falando à imprensa sábado, antes do anúncio do novo adiamento das eleições, Ouédraogo, que fez o balanço da sua visita iniciada na véspera em Conakry, convidou os atores do processo eleitoral guineense a "encontrar soluções práticas aos problemas que se colocam", revelando que "não há eleições 100 porcento perfeitas onde quer que seja no mundo.

Durante a sua estada em Conakry, o presidente  da CEDEAO foi recebido por duas vezes pelo chefe de Estado guineense, Alpha Condé, e reuniu-se com uma equipa governamental liderada pela vice-ministra adjunta do ministro dos Negócios Estrangeiros para os Guineenses do Estrangeiro, Rougui Barry.

Ele concedeu depois audiências separadas a representantes de coligações de partidos políticos da oposição centrista, da oposição radical e do campo presidencial, a membros do gabinete executivo da CENI bem como a uma delegação dos embaixadores da CEDEAO e do grupo africano acreditados na Guiné-Conakry.

O presidente da Comissão da CEDEAO reuniu-se igualmente com o representante especial das Nações Unidas na África Ocidental, Said Djinnit, bem como com o chefe da Delegação da União Europeia em Conakry, Phillippe Van Damme, que fazem todos parte do Comité de Acompanhamento, liderado pelo colégio de facilitadores do processo eleitoral guineense.

Estas reuniões permitiram passar em revista o andamento do processo eleitoral, com uns a destacarem as dificuldades encontradas  e outros a insistirem nas soluções dadas às disfunções constatadas, mas todos declarando-se preocupados pela organização de um escrutínio claro e transparente e com a menor constatação possível.

Falando às diferentes delegações, o presidente da Comissão da CEDEAO insistiu invariavelmente na necessidade de que os atores do processo eleitoral se submetam ao espírito de diálogo e compromisso para encontrar soluções aos problemas encontrados e privilegiem a resolução de qualquer contencioso eventual pela via legal.

Kadré Désiré Ouédraogo sublinhou igualmente a "grande responsabilidade" da imprensa e o papel importante que esta desempenha, encorajando-a a contribuir positivamente para eleições pacíficas e para um ambiente calmo.

A CEDEAO decidiu desdobrar na Guiné-Conakry uma missão de observação eleitoral de 120 membros liderada pelo vice-presidente da Comissão, Toga Gavewea Mclntosh, num escrutínio julgado crucial por constituir a última etapa da conclusão da transição política no país.

-0- PANA SSB/MAR/IZ 22set2013

22 Setembro 2013 19:11:16




xhtml CSS