CEDEAO condena ataques de Boko Haram no Tchad

Abuja, Nigéria (PANA) - A Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO) condenou o recente ataque da seita islamita Boko Haram em N'Djamena, a capital do Tchad, que fez mais de 20 mortos, qualificando-o de "horrível, bárbaro e desprezível".

Num comunicado transmitido à PANA quarta-feira, a CEDEAO, composta por 15
Estados-membros, indicou que soube "com profunda preocupação" que o ataque fez igualmente numerosos feridos e destruiu edifícios.

A CEDEAO exprimiu a sua solidariedade e a sua simpatia ao Governo e ao povo da República do Tchad, bem como às famílias enlutadas.

Ela reiterou o seu engajamento em trabalhar com os Estados-membros da Comissão da Bacia do Lago Tchad (CBLT) presentes na Task Force Multinacional Inter-armas (MNJTF) e todas as partes "para pôr termo a estes ataques terroristas horríveis que continuam a constituir sérias ameaças à paz, à segurança e à estabilidade da região e do continente".

A MNJTF, composta por tropas dos Estados-membros da CBLT, deverá desdobrar-se a 30 de julho enquanto força regional para lutar contra a Boko Haram, que iniciou os seus ataques na Nigéria e os alargou aos países vizinhos como os Camarões, o Tchad e o Níger, todos membros da CBLT.

A força está sediada em N´Djamena, a capita do Tchad.

-0- PANA SEG/AKA/BEH/MAR/TON 17junho2015

17 Junho 2015 15:10:36




xhtml CSS