CEDEAO apela a Estados membros para combaterem seita islamita nigeriano Boko Haram

Yamoussoukro, Côte d'Ivoire (PANA) – A Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO) convidou os Estados membros e a comunidade internacional a ajudarem a Nigéria nos seus esforços para combater a violenta seita islamita Boko Haram.

Este apelo foi lançado em Yamoussoukro, a capital política da Côte d'Ivoire, durante a 41ª Cimeira Ordinária da CEDEAO decorrida de 28 a 29 de junho último.

Os dirigentes deste bloco regional de 15 membros condenaram vivamente os ataques terroristas desta seita e ordenaram à Comissão da CEDEAO para participar nos esforços de luta contra estas agressões terroristas.

Boko Haram, que, em Haoussa (dialeto nigeriano), significa a educação ocidental é um pecado, matou mais de mil 200 pessoas desde 2009, ano em que a seita lançou a sua violenta campanha destinada a impor, entre outros objetivos, a Charia (lei islâmica) no Norte do país, maioritariamente muçulmano.

A seita prossegue com os seus ataques, apesar dos esforços do Governo nigeriano, nomeadamenrte o desdobramento de tropas na região afetada e a imposição do Estado de emergência nas regiões mais flageladas.

Os ataques do último mês contra igrejas no Estado de Kaduna (Norte) suscitaram represálias dos cristãos e fazendo pairar o espetro duma guerra religiosa neste país mais povoado de África, quase igualmente repartido entre muçulmanos e cristãos.

-0- PANA SEG/FJG/JSG/CJB/DD    02jul2012

02 Julho 2012 16:39:36




xhtml CSS