CEA distingue países africanos favorecedores do uso de TIC

Addis Abeba- Etiópia (PANA) -- Nove países africanos conquistaram os primeiros prémios dados a vários Governos do continente que trabalham para a promoção da utilização das Tecnologias da Informação e da Comunicação (TIC) no exercício das suas funções de fornecimento de serviços públicos, informou quarta-feira, em Addis Abeba, a Comissão Económica das Nações Unidas para África (CEA).
Os Prémios para a Tecnologia na Governação em África (TIGA) são o fruto duma colaboração entre a CEA e o Centro Canadiano de Recursos de Política Electrónica no domínio da formação das instâncias de decisão africanas.
Angola e Marrocos conquistaram cada o prémio da primeira categoria para o fornecimento de serviços públicos aos cidadãos e comunidades, enquanto o Ruanda é único vencedor do prémio da segunda categoria por serviços de saúde melhorados graças à utilização das TIC.
Por seu turno, o Quénia e o Egipto foram premiados na terceira categoria por serviços educativos melhorados por meio da utilização das TIC.
Se o Quénia conseguiu automatizar a orientação dos alunos do ensino secundários, a inicitiava dos serviços egípcios da educação permitiu aos alunos, aos professores e ao pessaol administrativo dotar-se de novas competências graças a um melhor acesso às tecnologias da informação.
O Senegal ganhou dois prémios, um na quarta categoria pelo fornecimento de serviços electrónicos económicos e financeiros e o segundo na categoria dos prémios concedidos para um projecto de TIC que permite aos cidadãos obter informações junto dos departamentos ministeriais.
O Ruanda foi também premiado na quarta categoria por ter desenvolvido um sistema de TIC graças ao qual os clientes no país podem pagar as suas facturas de serviços públicos através de cartões.
Outros prémios foram igualmente concedidos na categoria do prémio do júri ao Burkina Faso, por ter concebido um programa de ensino à distância em língua local (Dioula e Moré), visando as populações rurais a todos os níveis do ensino com o recurso a uma técnica que associa sons, imagens e textos.
Na mesma categoria, a Etiópia recebeu dois prémios por um projecto que permitiu a 300 mil clientes da Agência Fiscal da Administração Municipal de Addis Abeba passar à fase de informatização do registo dos novos contribuintes.
O segundo prémio, concedido à Etiópia, abrange a reforma da administração dos tribunais que facilita aos cidadãos os recursos legais e tem melhor em consideração as suas necessidades.
Na mesma categoria, o Gana foi premiado pelo seu serviço de transferência rápida de dinheiro que utiliza o telefone a fim de favorecer a disposição rápida e instantânea das somas enviadas aos beneficiários.
Os prémio do júri foram atribuídos a projectos fora das quatro categorias, mas são considerados como importantes e dignos de interesses.
Falando terça-feira à noite, por ocasião da entrega dos prémios, o secretário executivo da CEA, Abdoulie Janneh, afirmou que os Governos africanos reconheceram o papel das TIC, adoptaram esta tecnologia e solicitam uma assistência neste domínio.
"As TIC são duma importância crucial para África.
Não teremos êxito no avanço do continente enquanto não adoptarmos as TIC para as aplicar aos nossos procedimentos a nível do Governo, do sector privado e nas zonas rurais no domínio do fornecimento de serviços", acrescentou.
Além do apoio posto à disposição pelo Governo canadiano, a Finlândia, a Itália, a Ethiopian Airlines, a Microsoft e Nokia Siemens Networks patrocinaram a cerimónia de entrega dos prémios TIGA.
De acordo com responsáveis da CEA, o evento será organizado com uma periodicidade bienal para motivar o engajamento dos Governos africanos em promover a utilização das TIC.

03 Maio 2007 13:23:00


xhtml CSS