Burundi põe 875 soldados ao serviço de paz no Mali e na RCA

Bujumbura, Burundi (PANA) - Cerca de 875 soldados burundeses estão prontos para integrar as missões de manutenção da paz no Mali na República Centro-Africana sob a liderança da Organização das Nações Unidas (ONU), soube-se de fonte oficial em Bujumbura.

Um contingente de 450 militares burundeses está pronto para ir reforçar a Missão da Organização das Nações Unidas na República Centroafricana (MINURCA) anunciou, domingo à noite, o chefe de Estado burundês, Pierre Nkurunziza, no termo duma visita de trabalho de três dias do seu homólogo congolês, Denis Sassou N´Guesso, ao Burundi.

A contribuição do Burundi em termos de tropas de manutenção da paz na República faz parte dos assuntos que motivaram a visita a Bujumbura do chefe de Estado congolês, cumulativamente presidente em exercício da Comunidade Económica dos Estados da África Central (CEEAC).

Do lado da África Ocidental, o Burundi vai ainda enviar um contingente de 425 militares, desta vez para reforçar os 12 mil capacetes azuis da Missão das Nações Unidas de Apoio ao Mali (MINUSMA), segundo ainda o Presidente Nkurunziza.

Ele reiterou que o seu país só retribuiu aos outros países do mundo com os quais contou para pôr termo aos anos  passados de guerra civil.

Os militares burundeses estão há muito tempo presentes em Haiti, na Somália, em Darfur (oeste do Sudão) e na Côte d´Ivoire, indicou.

-0- PANA FB/JSG/MAR/DD 29jul2013

29 Julho 2013 16:05:18




xhtml CSS