Burkina Faso apela para responsabilização das CER

Banjul- Gâmbia (PANA) -- O ministro de Estado burkinabe dos Negócios Estrangeiros e Cooperação Regional, Yousssouf Ouédraogo apelou sexta- feira para uma melhor responsabilização das Comunidades Económicas Regionais (CER) visando uma organização e coordenação melhores de seus dossiers.
Durante uma entrevista à PANA em margem dos preparativos da cimeira dos Chefes de Estado e Governo da União Africana (UA) cujo tema principal é a "integração e racionalização das CER", Ouédraogo indicou que "o encontro de Banjul deve ser um ponto decisivo para uma melhor responsabilização das CER a fim de lhes permitir tratar questões e organizar uma coordenação que vao refprçar acções da UA".
"É preciso encontrar uma forma de reforçar as CER que eram cinco no início e tornaram-se muitas numa certa altura e que oO encontro preparatório da cimeira organizado em Ouagadougou em Março último decidiu limitar a sete", indicou Ouédraogo.
~ O governante burkinabe disse que o seu país espera da reunião de Banjul "uma verdadeira racionalização que dote as CER dum roteiro muito claro e duma arquitetura límpa".
Falando dos conflitos, o chefe da diplomacia burkinabe declarou que mesmo se o número das CER diminuir, será necessário avaliar tudo que foi feito e escalarecer as pistas para demais acções.
"É preciso completar a arquitectura das instituições de gestão dos conflitos, mas também das questões de desenvolvimento”, sublinhou, acrescentando: “apesar de estarmos preocupados pelos conflitos, devemos também atacar as questões de desenvolvimento”.
"Desejamos de maneira permanente aliviar as agendas destas reuniões.
Todas as questões são prioritárias mas devemos lembrar-nos que são as mesmas pessoas que tratam de todos os dossiers”, notou Ouédraogo, que estima ser melhor dividir o trabalho e definir bem a arquitetura com responsabilidades a cada nível, como é agora que falamos da racionalização".

30 Junho 2006 22:16:00




xhtml CSS