Benin envolve-se na consolidação da paz em África

Banjul- Gâmbia (PANA) -- O Benin comprometeu-se a dar a sua contribuição à União Africana (UA) na resolução dos conflitos no continente, declarou quinta-feira em Banjul o seu representante permanente junto da organização panafricana, Jean-Marie Ehouzou.
Em entrevista à PANA à margem da nona sessão do Conselho Executivo da UA realizada de 28 a 29 de Junho em prelúdio da conferência dos chefes de Estado e de governo prevista para 1 a 2 de Julho próximo na capital gambiana, o diplomata beninense disse que o seu país estará sempre pronto a dar a sua contribuição à UA na pacificação dos focos de tensão e nas acções para a democratização do continente.
"Não se deve aguardar estar em conflito para reconhecer a sua gravidade para o desenvolvimento dum país", sublinhou Ehouzou, precisando que o Benin adere sistematicamente a todas as decisões no quadro da resolução dos conflitos nos outros países do continente.
A nona reunião do Conselho Executivo da UA, que decorreu de quarta a quinta-feiras em Banjul, examinou vários relatórios dos encontros ministeriais relativos ao projecto da Carta Africana sobre a Democracia, aos refugiados, aos repatriados e às pesssoas deslocadas em África, bem como o relatório da primeira conferência da UA dos ministros da Energia.

30 Junho 2006 09:14:00




xhtml CSS