Bangui promete passaportes aos seus opositores

Paris- França (PANA) -- As autoridades centroafricanas prometeram passar novos passaportes aos seus opositores que vivem no exterior do país por forma a permitir-lhes circular mais livremente, soube-se segunda-feira de boa fonte em Paris.
Vários opositores ao regime do presidente Ange-Félix Patasse estão actualmente privados de passaportes e não podem, por esta razão, deixar a República Centroafricana oo seu país de acolhimento, explicou a fonte.
A fonte indicou ainda que a decisão das autoridades de Bangui de passarem passaportes aos opositores que o desejam traduz uma grande melhoria das relações entre o presidente Patassé e os seus adversários.
Este degelo concretizou-se este fim-de-semana através de um segundo encontro em Paris entre os coordenadores do diálogo nacional, Monsenhor Paulin Pomodimo e Henri Maïdou, e a Coordenação de patriotas centroafricanos, próxima do ex-chefe do Estado Maior das Forças armadas centroafricanas(FACA), François Bozizé.
Num comunicado publicado no fim desta reunião, as duas partes sublinharam a sua convergência de pontos de vistas sobre a situação nacional e insistiram na "vontade de caminhar de forma resoluta para o diálogo nacional"

03 Março 2003 16:03:00




xhtml CSS