Bangui e Tripoli pretendem reforçar cooperação

Bangui- R.
Centroafricana (PANA)
-- O primeiro-minsitro centroafricano, Martin Ziguélé, declarou quarta-feira que a cooperação entre o seu país e a Líbia "está em bom caminho" e que os dois países estão a empenhar-se em intensificá-la por forma torna-la mais benéfica para os dois povos.
Dirigindo-se a imprensa no aeroporto de Bangui, Ziguélé, que regressava ao país após uma visita de quatro dias a Tripoli, Líbia, indicou que para além de "relançar a cooperação económica, técnica e cultural, (a sua estada) teve igualmente como objectivo explorar novas vias para concretizar essas relações.
Trata-se de projectos nos sectores das telecomunicações, dos transportes aéreos, da agricultura, imobiliário e hotelerio, indicou o chefe do governo centroafricano.
As relações entre a República centroafricana(RCA) e a Líbia datam desde a assinatura de um Tratado de amizade e de cooperação, a 6 de Maio de 1971, sob o reinado do ex-imperador Jean-Bedel Bokassa.
Após um período de afrouxamento nos anos 80, as relações entre os dois países foram retomadas com a chegada ao poder de Ange Felix Patassé.
Até ao momento, essas relações marcaram-se mais no domínio militar, com o envio a Bangui de tropas líbias que ajudaram o exército centroafricano a abortar as tentativas golpistas do ex-presidente André Kolingba em Maio de 2001 e do ex-chefe do Estado Maior das Forças Armadas François Bozizé, em outubro de 2002.
O soldados de Tripoli deixaram a RCA a 28 de dezembro último para serem substituídos por tropas da Comunidade económica e monetária da África do Oeste(CEMAC) cujo envio foi decidido pelos acordos de Libreville de 2 de outubro de 2002.

30 Janeiro 2003 12:34:00




xhtml CSS