Banco Mundial perdoa 86 por cento da dívida externa são-tomense

São Tomé- São Tomé e Príncipe (PANA) -- O Banco Mundial vai perdoar 86 por cento da dívida externa de São Tomé e Príncipe, estimada em cerca de 300 milhões de dólares, soube a PANA de fonte oficial.
Segundo a fonte, esta é uma das conclusões da visita efectuada recentemente por uma missão do Fundo Monetário Internacional (FMI) ao país, que aguarda que o perdão venha a ser feito o mais tardar até Fevereiro de 2004.
Entretanto, a ministra do Plano e Finanças, Maria Tebús Torres, disse que o governo deve continuar a implementar a política de reformas macro-económicas iniciadas em 2001 para garantir o perdão da dívida, no quadro da Iniciativa para os Países Pobres Altamente Endividados (HIPIC, na sigla em inglês).
Uma delegação do Fundo Monetário Internacional FMI) visItou em finais de Junho e príncipio deste mês São Tomé e Príncipe, tendo discutido com as autoridades locais questões ligadas as políticas fiscal e tributária e a gestão orçamental.

10 juillet 2003 12:53:00


xhtml CSS