Banco Mundial financia reinserção de ex-combatentes no Mali

Bamako, Mali (PANA) - O Banco Mundial doou quarta-feira em Bamako ao Mali mais de nove biliões e 200 milhões de francos CFA (quase 15 milhões de dólares americanos)  para financiar   um projeto de reinserção de ex-combatentes (ex-rebeldes), soube a PANA de fonte oficial  no local.

Para o efeito, um acordo foi assinado quarta-feira na cidade capital maliana pelo ministro maliano da Economia e Finanças, Boubou Cissé, e pela diretora interina das Operações do BM para o Mali, Paola Ridolfi, na presença do presidente da Comissão Nacional encarregue do Desarmamento, Desmobilização e Reinserção (DDR)R, Zahabi Ould Sidi Mohamed.

A reinserção é uma componente do processo de desarmamento, desmobilização e reinserção (DDR), exigida pelo acordo de paz e de reconciliação no Mali, assinado entre maio e junho de 2015 entre o Governo maliano, grupos armados do norte Mali e a comunidade internacional.

A assinatura deste convenção acontece depois do desarmamento e da desmobilização,  considerados como uma fase crucial cujo êxito permitirá a reconversão de quatro mil ex-combatentes nas atividades geradoras de rendimentos.

O objetivo é alcançar uma paz definitiva neste país que conheceu, desde os anos 1960 até ao ano 2012, uma série de rebeliões tuaregues independentistas no norte do país.

-0- PANA GT/TBM/MAR/DD 06abril2017

06 Abril 2017 13:46:55


xhtml CSS