Banco Mundial aprova nova parceria com Mauritânia

Nouakchott, Mauritânia (PANA) – O Banco Mundial (BM) aprovou um novo quadro de parceria com a Mauritânia para um período de seis anos com o objetivo de apoiar “um crescimento sustentável e equitativo”, anuncia um documento transmitido esta quarta-feira à PANA.

O novo quadro de parceria entre a Mauritânia e o BM consiste em três domínios essenciais, designadamente promover a diversificação económica e favorecer um crescente resiliente e aumentar a produtividade nos setores da pecuária, da pesca e da agricultura, de acordo com o documento.

Desenvolver o capital humano para contribuir para um crescimento inclusivo ao melhorar o acesso aos serviços, a proteção social e a qualidade da educação, bem como a empregabilidade das mulheres e dos jovens, também fazem parte das metas desta nova cooperação.

Reforçar a governação económica, nomeadamente no setor das indústrias extrativas, ao facilitar o impulso do setor privado também consta deste leque.

A Sociedade Financeira Internacional (IFC), sucursal do BM, vai desempenhar um papel capital na execução desta parceria, ao dar um importante apoio à agroindústria, ao setor financeiro e às indústrias extrativas.

A Mauritânia possui importantes recursos haliêuticos e mineiros, com uma economia baseada essencialmente na exportação das matérias-primas brutas.

Assim sendo, o país tira mais do terço das suas receitas orçamentais da exportação do minério de ferro.

Na sequência da diminuição dos preços mundiais desta matéria-prima, a partir de 2014, a economia mauritana foi afetada sobremaneira por esta situação.

A nova parceria com o BM vai essencialmente apoiar a diversificação da economia mauritana, indica o documento.

-0- PANA SAS/JSG/IBA/FK/DD 18julho2018

18 Julho 2018 14:32:38


xhtml CSS