Banco Mundial aprova $ 10 milhões para venda de mina zambiana

Lusaka- Zâmbia (PANA) -- O Banco Mundial aprovou um empréstimo de 10 milhões de dólares para permitir a Zâmbia a conclusão da transferência dos fundos das Minas de Cobre de Konkola (KCM) a Sterlite Industries da Índia, indicou uma fonte segura.
Os fundos serão usados para o pagamento dos consultores que aconselharam o governo zambiano sobre as formas de prosseguir com a privatização da KCM depois do seu abandono pela Anglo American Plc em Janeiro de 2002.
O empréstimo, com um período de graça de 10 anos, vence em 40 anos.
Há um mês, o governo zambiano, depois de consultas com accionistas, que incluem o Banco Mundial e o Fundo Monetário Internacional, seleccionou a Sterlite Industries da Índia para assumir os fundos da KCM.
A empresa emprega mais de 10 mil pessoas em três minas - Nchanga, Konkola e Nampundwe - e num complexo de fundição denominado SMELTERCO.
O recente empréstimo aprovado é o segundo maior crédito este ano do Banco Mundial em três meses, depois de ter concedido em Março um crédito de 19 milhões de dólares e um outro de 21 milhões de dólares.
Estes fundos foram concedidos para permitir ao governo zambiano resolver problemas ambientais gerados pela privatização dos fundos da mina de cobre na região de Copperbelt.

26 Junho 2003 19:54:00




xhtml CSS