Banco Mundial apoia conservação de biodiversidade em Madagáscar

Dar-es-Salaam, Tanzânia (PANA) – O Banco Mundial (BM) anunciou esta quarta-feira ter disponibilizado uma subvenção de 52 milhões de dólares americanos para apoiar os esforços de Madagáscar para conservar 30 parques nacionais e três novas zonas protegidas, cobrindo uma superfície  de dois milhões 700 mil hectares de terra nesta grande ilha africana.

O Conselho de Administração do BM aprovou este financiamento suplementar para continuar a apoiar o setor do ambiente nesta República insular do Oceano Índico que alberga uma das biodiversidades mais raras mas ameaçadas do mundo.

« Madagáscar é um dos países mais pobres do mundo mas ele é dotado de alguns recursos naturais mais ricos do mundo . A biodiversidade em Madagáscar é um recurso importante para o mundo inteiro e um bem público insubstituível. Só podemos protegê-la ", declarou o diretor residente do BM, Haleh Bridi.

Concedido pela Associação Internacional de Desenvolvimento (IDA), pelo Fundo do BM para os Países Pobres e que inclui uma subvenção de 10 milhões de dólares americanos do Fundo para o Ambiente Mundial (FEM), este financiamento suplementar vai subvencionar as atividades da conservação, do desenvolvimento comunitário e do ecoturismo nos próximos três anos nas zonas exploradas pelos Parques Nacionais de Madagáscar (PNM).

Conforme anunciou o BM, este fundo suplementar foi aprovado no contexto duma crise socio-política que se alastra há dois anos em Madagáscar e que afetou muito o ambiente bem como o desenvolvimento humano e económico.

Desde março de 2009, o programa do Banco Mundial em Madagáscar foi suspenso devido à sua política de tolerância zero face a Governos que acederam ao poder por meios não reconhecidos pela Constituição dos seus países.

O projeto que precisa dum financiamento suplementar deverá terminar a 30 de dezembro próximo.

-0- PANA AR/SEG/FJG/AAS/IBA/FK/DD 22junho2011



22 Junho 2011 19:40:40


xhtml CSS