Balanço da explosão de Mogadíscio passa para 281 mortos

Mogadíscio, Somália (PANA) - O ministro somalí da Informação, Abdrrahmane Omar Othman, anunciou, terça-feira, o aumento do balanço dos mortos da explosão de dois veículos armadilhados em Mogadíscio, sábado, passando de 276 para 281 mortos e 300 feridos.

Citado pela imprensa local, o ministro, que falava durante uma conferência de imprensa, anunciou que que o Governo concedeu um milhão de dólares americanos para ajudar as vítimas do atentado.

A Somália leva a cabo uma guerra há 10 anos contra o movimento rebelde al-Shabab, filiado na rede terrorista Al-Qaida.

A explosão de sábado foi a mais mortífera na Somália desde o começo da guerra há vários anos.

A escalada notada nos "atos terroristas", nomeadamente, na capital somalí, acontece depois dos êxitos registados pelas forças da União Africana (UA) para a manutenção da paz que combateram os membros do grupo al-Shebab nas diferentes regiões do país.

Mas apesar dos êxitos registados pelas forças da UA, o movimento al-Shabab continua a levar a cabo ataques regulares com o objetivo de fazer cair o Governo central apoiado pela Comunidade Internacional, sublinham observadores, indicando que os al-Shebab levam a cabo estes atentados sangrentos, similares aos do grupo Daesh, para provar que estão ainda presentes e fortes.

-0- PANA YY/IN/IS/MAR/IZ 17out2017

18 octobre 2017 09:36:43




xhtml CSS