BADEA financia projetos no Burkina Faso, Malawi e Moçambique

Dakar, Senegal (PANA) - O Banco Árabe para o Desenvolvimento Económico em África (BADEA) concedeu empréstimos ao Burkina Faso, ao Malawi e a Moçambique num montante de dois milhões e 200 mil, dez milhões e três milhões de dólares americanos, respetivamente, em conformidade com acordos assinados entre esss países e a instituição financeira, anunciou um comunicado do banco.

Esses empréstimos concedidos pelo BADEA em condições vantajosas visam contribuir para o financiamento dos projetos de desenvolvimento nesses três países.

O Burkina Faso beneficiou de dois milhões e 200 mil dólares americanos para contribuir para o financiamento do Fundo de Apoio à Promoção do Emprego.

O projeto visa apoiar os esforços empreendidos pelo Governo para reduzir a pobreza e melhorar as condições de vida das populações. Ele permite igualmente a vários promotores aceder ao crédito, o que contribui para a criação de empregos e a redução do desemprego, favorecendo o desenvolvimento humano e económico sustentável.

O empréstimo de dez milhões de dólares obtido pelo Malawi servirá para contribuir para o financiamento do projeto de melhoria do abastecimento de água potável da cidade de Chitipa.

O projeto visa melhorar o abastecimento de água potável para satisfazer as necessidades atuais e futuras das populações desta cidade com o objetivo de reduzir a falta de água e melhorar as condições de vida das comunidades na zona do projeto, redinamizar as atividades de desenvolvimento económico e reduzir a pobreza.

Três milhões de dólares americanos foram igualmente concedidos pelo BADEA a Moçambique para contribuir para o financiamento da linha de crédito. O objetivo deste projeto é ajudar o Governo moçambicano nos seus esforços de desenvolvimento das três províncias do norte do país: Cabo Delgado, Niassa e Nampula.

Os acordos de empréstimos foram assinados segunda-feira passada noKuwait pelo diretor-geral do BADEA, Abdel Aziz Khelef, peloo ministro burkinabe da Economia e Finanças, Lucien Marie Noël Bembamba, pelo ministro das Finanças do Malawi, Cornelius Mwalwanda, e pelo embaixador de Moçambique na Etiópia, José Manuel Gonçalves.

-0- PANA TBM/TBM/MAR/TON 14nov2013

14 Novembro 2013 20:18:38




xhtml CSS