BADEA analisa cooperação com Moçambique

Dakar, Senegal (PANA) - O diretor-geral do Banco Árabe para o Desenvolvimento Económico em África (BADEA), Abdelaziz Khelef, iniciou domingo em Maputo (Moçambique) uma visita no quadro duma digressão sub-regional de seis dias que deverá conduzí-lo igualmente ao Malawi.

As discussões entre o diretor-geral do BADEA e as autoridades de Moçambique abrangerão a revista do estado atual da cooperação marcado pela ajuda do Banco a este país da África Austral, cujo montante atingiu 228 milhões e 815 mil dólares americanos para o financiamento de 45 operações.

As intervenções do BADEA em África cobrem 43 países e algumas organizações regionais e abrangem, a nível setorial, projetos nos setores das infraestruturas, da agricultura, do desenvolvimento rural, da energia, da indústria e social, bem como operações de assistência técnica concedidas sob forma de doações não reembolsáveis.

O montante total acumulado dos financiamentos aprovados pelo Banco desde 1975 a finais de março de 2012 a favor dos países africanos beneficiários atingiu 4226 milhões e 982 mil dólares americanos.

Estes financiamentos permitiram executar 533 projetos, 514 operações de assistência técnica, conceder 37 empréstimos ao setor privado e 14 operações de ajuda de emergência em benefício de alguns países afetados pela seca e pela desertificação.

A política do BADEA em matéria de seleção e de escolha dos projetos a financiar consiste em optar pelos que permitem melhorar as condições de vida das populações, reduzir a probreza, em particular na zona rural, e apoiar a participação da mulher no desenvolvimento em sintonia  com as prioridades dos Governos.

O BADEA interessa-se igualmente em projetos ligados à proteção do ambiente  e à luta contra a desertificação.

Tendo em conta a situação económica dificil dos países africanos beneficiários da sua ajuda, o BADEA melhorou substancialmente as condições dos seus empréstimos.

-0- PANA SSB/MAR/TON 8julho2012

09 july 2012 09:34:43




xhtml CSS